Você sabe o que é Inbound Recruiting? Descubra como aplicar na sua empresa!

Cada vez mais, o setor de RH deve lidar com funcionários com uma perspectiva diferente. A gestão de talentos chegou ao ponto em que são tratados como clientes internos. E é aqui que entra o recrutamento. Contratações ruins têm muitos efeitos em uma empresa, desde custos de rescisão e problemas financeiros associados a novas contratações até produtividade reduzida.

Assim, o papel dos recursos humanos torna-se cada vez mais estratégico em termos de recrutamento e seleção, e desenvolvimento de processos mais assertivos. É por isso que você precisa saber sobre o recrutamento interno e como esse processo pode te ajudar a recrutar os melhores profissionais para o seu negócio.

Mas o que é Inbound Recruiting?

Recrutamento é o processo de atrair, engajar e encantar potenciais funcionários.

Muitas pessoas podem estranhar quando pensam que confundimos com inbound marketing, mas na realidade a prática usada hoje em RH apareceu pela primeira vez nas equipes de marketing.

É um método que promete revolucionar os processos tradicionais de recrutamento e seleção e oferece inúmeros benefícios para os negócios.

Dentre elas, a mais relevante é atrair pessoas que já possuem um relacionamento com a marca e se engajam ativamente.

Quais as vantagens do Inbound Recruiting?

Mais relevante

Mais adiante, na fase de recrutamento inbound, você olhará que quando uma pessoa declara que quer acompanhar sua empresa, ela já mostra sinais de identificação com sua missão, visão e valores.

Eles buscaram sobre a empresa e com essas informações decidiram que pode ser um bom lugar para trabalhar.

Agora cabe à equipa de recursos humanos alimentá-los com informações relevantes que só aumentam essa vontade e melhoram a experiência criando valor de forma profunda.

Otimize o processo de seleção

Ao fazer processos seletivos com pessoas que já manifestaram interesse na empresa, torna-se mais fácil encontrar a pessoa certa para o trabalho.

Isso porque os stakeholders já sabem o que a empresa faz e se identificam com sua cultura. Assim, o processo de recrutamento e seleção é muito mais veloz.

Promova a empresa no mercado

Um dos objetivos de investir nessa estratégia é promover a sua marca no mercado. Graças a uma excelente experiência, os interessados ​​ tornam-se verdadeiros defensores da marca ajudando a divulgá-la e atraindo cada vez mais talentos.

Também afeta o tempo consumido no processo de seleção para melhorar a produtividade da equipe de RH.

Quais as etapas deste processo?

O processo de recrutamento interno pode ser dividido da mesma forma que o funil de mercadologia interno; no entanto, no final, em vez de um cliente você tem um funcionário. Na medida que o candidato passar por cada etapa do funil de recrutamento, ele se tornará cada vez mais qualificado para ocupar uma vaga na empresa.

Atração

A atração é o momento em que um estranho interage pela primeira vez com a marca empregadora. Ele fica sabendo da sua empresa e algo chama sua atenção, fazendo com que ele queira saber mais.

Na medida em que o interesse aumenta, ele começa a pesquisar sobre a empresa, entender os produtos e/ou serviços oferecidos, como é a cultura interna e muito mais.

Nesta fase do recrutamento é importante usar as margens da empresa para atrair talentos assim como: usar depoimentos, fotografias e outras proclamações sobre a empresa.

Conversão

As partes interessadas serão líderes neste departamento e realmente consideravam ingressar na empresa se tivessem a oportunidade.

Os interesses podem ser gerados de várias maneiras, como se inscrever em um boletim informativo, enviando seu currículo para o banco de talentos ou mesmo se inscrever no processo seletivo.

Aqui, é importante pensar em uma regra de conteúdo que realmente vai chamar a atenção dos potenciais clientes e fazer com que eles queiram entrar em contato com a sua empresa. Por isso, é importante realizar testes periódicos e pensar em conteúdos personalizados para cada perfil de profissional que deseja contratar.

Algumas dicas são: entrevistas com pessoas que entraram em cargos baixos e ascenderam à gestão, conteúdo mostrando a vida cotidiana no escritório ou home office, etc.

Fechamento

Este é o momento em que os potenciais clientes se tornam verdadeiros candidatos ao emprego. Isso geralmente é feito por meio de notificações, por e-mail ou por meio de contatos escolhidos pela sua empresa.

Se você comparar com um processo de recrutamento que não coleta leads antes da publicação da vaga, verá que eles começam já na fase de fechamento. Isso, por sua vez, atrai pessoas que têm pouco ou nenhum conhecimento sobre a empresa.

Quando o processo de conversão aconteceu antes, a empresa sabe que as pessoas estão realmente interessadas em engajar, e se identificar com a cultura da empresa.

Colocando em prática na sua empresa

Agora que você sabe o que é recrutamento inbound e como ele funciona, vamos discutir como integrá-lo à sua rotina de RH para colher todos os benefícios.

1 – Entenda o perfil do candidato ideal

O primeiro passo em qualquer processo de recrutamento interno é identificar os funcionários ideais para sua empresa.

Para isso, é importante envolver os líderes e gestores a fim de orientar o RH na identificação das “hard and soft skills” necessárias, tanto para se integrar à cultura organizacional quanto para a realização das atividades necessárias.

Isso é semelhante ao conceito de “persona” em mercadologia, mas com foco nos clientes internos.

Uma dica importante aqui é ser específico e diferenciar o perfil dos diferentes cargos e equipes, afinal, um vendedor e um técnico de TI devem ter competências diferentes.

2 – Desenvolva estratégias para atrair essas pessoas.

Depois de encontrar o perfil do seu colaborador ideal, é hora de descobrir como chamar a atenção dele e se comunicar.

Isso é importante porque você precisa entender como transmitir informações importantes sobre a empresa. Para isso, é importante criar os mais diversos conteúdos para promover a sua marca.

Alguns exemplos são vídeos, podcasts, e-books, etc. É importante usar uma estratégia de troca de informações. As partes interessadas oferecem um formulário de contato para trocar essas informações.

Outras estratégias eficazes incluem a promoção de compartilhamento, promoções de marketing interno nas mídias sociais e transformar funcionários em promotores da marca.

3 – Crie uma estratégia de desenvolvimento

Uma vez que o candidato tenha fornecido os dados de contato, é importante usá-los para fornecer informações relevantes. Dessa forma, o relacionamento com a empresa é formado gradativamente.

Você pode enviar por e-mail sugestões de artigos relacionados ao seu weblog, produzir conteúdos sazonais etc. Aqui, é importante entender profundamente a persona, usando esses dados para criar conteúdos personalizados capazes de captar a atenção e o interesse.

É importante ter em conta que a relação entre o candidato e a empresa se estabelece na entrega de valor, pelo que a personalização dos conteúdos é essencial. Assim se constrói uma boa imagem perante os interessados ​​e chegará o momento de enviar uma proposta de emprego.

4 – O candidato se tornou um colaborador

Agora que você já conseguiu captar mais um colaborador engajado com a sua empresa, chegou a hora de manter a produtividade e o bem-estar dos novos contratados. 

O fSense é o Software de Monitoramento de Computadores que identifica oportunidades que estão impedindo sua empresa de manter um alto rendimento. Além de fazer registros contínuos das atividades das estações de trabalho monitoradas e organizar as informações em um dashboard prático.

Nós te ajudamos a identificar hábitos, comportamentos e necessidades individuais e coletivas da sua equipe possibilitando traçar estratégias para diminuição de hora extra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.