Metodologias ágeis: 5 práticas para apoiar a gestão de equipes remotas

Metodologias ágeis: 5 práticas para apoiar a gestão de equipes remotas

Existem diversas maneiras de organizar a rotina de trabalho de um time. Já ouviu falar em metodologias ágeis?

Cada empresa ou equipe irá adequar sua rotina de acordo com as necessidades, a experiência de seus colaboradores e a área de atuação da empresa e da equipe. Seja presencial ou remoto, todo time pode agregar outras experiências para melhorar sua rotina de trabalho e produtividade.

É aí que entra a tendência das metodologias ágeis. Mais conhecida pelas equipes de desenvolvimento de software e de TI, já está sendo estudada e implementada também em outras áreas como RH, Marketing, Vendas e Financeiro.

Entenda melhor o que são as metodologias ágeis e cinco práticas que você pode aplicar no seu time. Continue a leitura!

LEIA MAIS: Home office após a pandemia: entenda porque essa modalidade veio para ficar

O que são as metodologias ágeis?

As metodologias ágeis são um conjunto de práticas utilizadas na gestão de projetos, principalmente na área de desenvolvimento de software, para garantir entregas contínuas e se adaptar melhor às mudanças que ocorrem pelo caminho.

Essas metodologias estruturam ciclos de trabalhos para garantir a entrega de funcionalidades e recursos novos. A ideia é focar em entregas rápidas e frequentes, sempre com uma restrição de tempo e um acompanhamento das entregas.

Trabalhando com equipes pequenas e com autogestão, o objetivo é controlar as demandas, dimensionar o esforço necessário dentro de cada ciclo de trabalho e garantir as entregas.

LEIA MAIS: Novo coronavírus – como evitar o burnout da sua equipe remota

No entanto, isso não significa que as metodologias ágeis geram ausência de disciplina, de documentação e planejamento. Todo o trabalho é acompanhado de perto e qualquer mudança no percurso pode ser adaptada. 

Alguns dos exemplos mais conhecidos são Extreme Programming XP, SCRUM, Kanban, Design Sprint e Lean Inception.

Essas metodologias podem ser utilizadas por times com atuação presencial na empresa, times alocados ou que trabalham no modelo home office.

5 dicas para colocar metodologias em prática na sua equipe

As metodologias ágeis possuem diferentes práticas para manter a sua rotina de trabalho com entregas contínuas. Aqui, separamos alguns conceitos bacanas para que qualquer time possa mudar a sua rotina de trabalho.

1. Sprint

As sprints são os ciclos de trabalho. Com uma restrição de tempo, as equipes que trabalham com as metodologias ágeis dimensionam todo o trabalho que será feito no período.

A partir do planejamento inicial e das demandas que surgem no processo, o time faz uma reunião para definir todas as atividades que serão realizadas e entregues na sprint.

O ciclo pode variar de período. Tradicionalmente, equipes de desenvolvimento fazem sprints de duas semanas de duração. Mas isso pode ser alterado de acordo com as necessidades do seu time. Se seus projetos possuem entregas mais robustas, aumente a duração da sprint. Se consiste em várias atividades menores, utilize um ciclo menor.

2. Daily

Uma daily é, resumidamente, uma reunião diária. Muitas equipes já trabalham começando o dia reunindo todos os colaboradores do projeto ou setor.

No entanto, nas metodologias ágeis, o foco é ter uma reunião breve e produtiva. Com sugestão de duração de 15 minutos, o time passa as atividades do dia anterior, o que será feito neste novo dia e se existe algum impedimento para a realização de alguma atividade.

A ideia é agilizar o trabalho, ter uma visão geral das ações do time no dia e buscar a resolução de qualquer empecilho.

3. Quadro Kanban

Um quadro Kanban é uma ferramenta para ajudar a visualizar e a controlar as tarefas realizadas. Pode existir um grande quadro para todo o time ou um para cada colaborador com suas demandas individuais. Pode ser tanto virtual, com plataformas onlines específicas ou planilhas, ou física, com quadros de parede ou lâminas impressas.

Dividido em colunas, normalmente é composto da seguinte forma:

  • A fazer: atividades que estão na fila para serem executadas pelo time;
  • Fazendo: tarefas que estão em andamento;
  • Impedimento: demandas que estão com algum empecilho para serem executadas ou finalizadas;
  • Finalizado: atividades que foram concluídas.

4. Review ou revisão

Review (ou revisão) é a reunião para encerrar o ciclo da sprint. É o momento para confirmar as entregas realizadas, verificar se ainda há tarefas em impedimento e o que é preciso para resolvê-las.

Tudo isso para finalizar o ciclo da sprint e, assim, iniciar o próximo.

5. Backlog

O backlog é a lista de trabalhos a fazer. É como se fosse uma lista de serviços acumulados.

Sempre que uma nova demanda chega, entra primeiro para o backlog primeiro. 

A partir das demandas existentes no backlog, é que serão definidas as prioridades da sprint. Essa lista é o que define todas as ações para garantir as entregas do seu time e a priorização deve ser feita pelo gestor.

Continue acompanhando o fSense!

Gostou das nossas dicas? As práticas das metodologias ágeis podem trazer grandes insights para o trabalho do seu time e melhorar a produtividade!

Quer saber como acompanhar a produtividade do seu time mais de perto? Conheça o fSense! E olha só que coisa boa: 14 dias grátis para você começar, com instalação em até 10 máquinas. Acesse agora mesmo!

LEIA MAIS: Legislação home office – como preparar a sua empresa para esse modelo de trabalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *