O que é trabalho remoto e por que sua empresa deve aderir? | fSense

O que é trabalho remoto e por que sua empresa deve aderir?

O trabalho remoto está ganhando mais evidência nas organizações e começa a se consolidar como um modelo de grande aderência. No entanto, existem muitas dúvidas sobre o que é trabalho remoto e por que é um bom negócio para as empresas. 

Neste artigo, vamos explicar para você um pouco mais sobre o termo, suas vantagens e como continuar acompanhando a produtividade da sua equipe, mesmo de longe. Confira!

Afinal, o que é trabalho remoto?

Literalmente, trabalho remoto significa trabalho a distância. Também pode ser chamado de teletrabalho ou home office. Com o avanço da tecnologia e das ferramentas de informação e comunicação, ficou mais fácil trabalhar neste modelo.

Normalmente, o trabalho remoto é mais utilizado por profissionais freelancers, autônomos ou que atuam em empresas que permitem este modelo. 

Com a pandemia do novo coronavírus, que se espalhou pelo mundo em 2020, muitas empresas recorreram a essa alternativa às pressas. Então, ainda é um desafio se organizar com suas equipes atuando de home office e manter o fluxo de trabalho e produtividade da mesma maneira que acontece no trabalho presencial.

É possível que alguns gestores ainda possam estar com dificuldades na hora de administrar o trabalho de suas equipes. Isso é totalmente normal, considerando que todos estão se adaptando a este novo cenário. Por isso, é importante sempre pesquisar maneiras, dicas e ferramentas que colaborem para a organização do home office.

Vantagens do trabalho remoto

Mesmo diante de um cenário mais apressado de adaptação, o trabalho remoto não precisa ser encarado como a última alternativa. Com um planejamento e organização, pode ajudar e muito a sua empresa a crescer. Veja só alguns benefícios do trabalho home office:

1. Redução de custos

Optar por oferecer modelos de home office para seus colaboradores pode reduzir drasticamente os custos da sua empresa. Fora das dependências da empresa, a alocação de pessoal deixa de ser um problema de espaço físico.

Com a regularização do home office prevista nas novas leis trabalhistas, a empresa deve ser responsável pelos custos necessários para a realização da atividade home office para situações em que o contratado não os possua.

Mesmo com essa regulamentação, o contratado no modelo de trabalho remoto continua sendo responsável por arcar com os custos que não podem ser mensuráveis diretamente. Entre esses custos estão os gastos com o aluguel, água e luz.

Dessa forma, seu negócio economiza através da redução de custos de aluguel, contas de água, energia e internet, manutenção de espaço físico e com transporte de funcionários.

2. Aumento de produtividade

O principal benefício encontrado por empresas que optam por modelos de contratação de trabalho remoto está no aumento da produtividade do pessoal.

Trabalhando em modelo de home office, os índices de falta e atrasos de profissionais diminuem muito. Grande parte desses problemas ocorrem por problemas durante o deslocamento para o trabalho. E esse fator é eliminado pelo trabalho remoto.

Além disso, mais do que o tempo trabalhado, o controle de produtividade é feito sobre as entregas de tarefas. Para isso, o papel do gestor é fundamental para acompanhar e garantir a produtividade.

A produtividade também aumenta naturalmente, considerando que grande parte do estresse e planejamento diário não é necessário, como a escolha da roupa, o transporte público ou de veículo próprio, trânsito, entre outros fatores.

Dependendo do modelo de contratação, outro fato que impulsiona a produtividade do colaborador está na dinamização da sua rotina de trabalho. A organização do seu tempo fica mais flexível e dinâmica.

3. Imagem positiva da empresa diante o mercado

Indiretamente, oferecer o trabalho remoto para suas equipes também melhora a imagem da instituição perante o mercado. Empresas que aderem ao home office são vistas como modernas, despojadas e mais atrativas para candidatos – pois são vistas como um bom lugar para trabalhar. Isso é excelente para atrair jovens talentos e montar um time mais forte.

Por isso, se organizar internamente, tanto para gestão como para garantir a infraestrutura necessária, é fundamental para que o home office seja um sucesso. 

É preciso investir em tecnologia, com uma estrutura que garanta a segurança dos dados, utilizando armazenamento na nuvem, softwares que permitem o trabalho remoto e em ferramentas de monitoramento

Quando uma empresa adere ao modelo home office, ela demonstra a confiança em seus colaboradores. Dessa forma, sua equipe se sente respeitada e também confiam nos seus gestores.

Com o trabalho remoto, sua empresa também consegue atuar pela inclusão social das pessoas com deficiência (PCD). Além de contar com um espaço já adaptado (sua própria casa), também elimina dificuldades como o deslocamento e a falta de acessibilidade no trajeto.

Como monitorar e incentivar a produtividade no home office

Existem diversas ferramentas no mercado que podem ajudar os gestores a acompanhar a produtividade no home office.

Com essas soluções, os gestores podem organizar a rotina de trabalho de todo o time, acompanhar o desempenho das atividades e avaliar indicadores de produtividade, como tempo ocioso, média de tempo para concluir cada atividade, entregas diárias, entre outros. 

Trabalho remoto é um bom negócio!

Como mostrado ao longo deste artigo, o home office pode mudar a cara da sua empresa, melhorando a qualidade das entregas e garantindo a produtividade. Para isso, é claro, precisa ter planejamento e organização.

Quer conhecer mais sobre o modelo de trabalho home office e saber mais sobre produtividade? Continue acompanhando o blog do fSense!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.