Veja como medir produtividade na empresa de forma simples e prática

Diante da necessidade de aumentar a qualidade dos produtos e a eficiência empresarial, é comum que os gestores se perguntem como medir a produtividade de suas equipes. Afinal, “o que não é medido não é gerenciado”.

Não é exagero dizer que uma empresa só evolui quando consegue gerir adequadamente seus bens, incluindo o capital humano. Assegurar que seus funcionários estão atuando em sua máxima performance é o primeiro passo para um serviço rápido, eficiente e de qualidade.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo com algumas dicas infalíveis para acompanhar e avaliar a produtividade de seus colaboradores. Continue com a leitura e veja como potencializar os resultados de seu negócio!

Conheça os desafios da gestão de produtividade

Antes das dicas, é importante compreender os desafios que um gestor tem para mensurar e estimular a produtividade na empresa. Conforme mencionamos, conquistar uma atuação consistente é uma necessidade real para sobreviver no mercado. Somente as empresas com um bom nível de produtividade conseguem se destacar e atender a todas as demandas.

No entanto, existem alguns desafios a serem superados e eles merecem sua atenção, como:

Aprenda como medir a produtividade na empresa

Medir a produtividade é uma estratégia essencial para o sucesso de sua empresa — e alguns truques podem simplificar essa tarefa. Por isso, selecionamos as melhores práticas para se aplicar no cotidiano empresarial.

Se você tem interesse em aumentar seus resultados e conseguir uma equipe de excelência, não deixe de acompanhar os tópicos seguintes!

Conheça bem a sua equipe de trabalho

O primeiro passo para conquistar uma equipe produtiva é identificar o perfil de seus colaboradores. Cada indivíduo é único e possui habilidades e dificuldades a serem superadas.

Um bom gestor conhece todas as limitações e potenciais do seu grupo e deve aprender a lidar com esse tipo de situação. O ideal é que você participe do recrutamento e procure atrair talentos para a empresa e, claro, distribua as tarefas de acordo com as características de cada um deles.

Caso perceba alguma deficiência, é interessante investir em treinamentos e capacitações. Em geral, esse tipo de aperfeiçoamento pode minimizar erros e revelar grandes qualidades em sua equipe de trabalho.

Trace metas inteligentes

Pode até ser que você consiga algum resultado, mas é certo que sem metas bem definidas esse caminho será mais longo e complexo. Uma equipe que trabalha focada em objetivos é mais eficiente e motivada e, por isso, atende às demandas do mercado.

Assim, seja qual for o porte ou o segmento de atuação de sua empresa, é imprescindível definir boas metas de produtividade. Elas podem ser de curto prazo — como as metas diárias e semanais —, de médio prazo — como as metas mensais — e de longo prazo — metas trimestrais, semestrais e anuais.

A ideia é traçar objetivos que desafiem os funcionários, isto é, definir critérios que os faça sair da zona de conforto, mas que também sejam plausíveis. Metas impossíveis possuem um efeito contrário e podem minar a motivação dos colaboradores.

Defina os indicadores ideais para o seu negócio

Uma das premissas básicas de uma boa gestão de pessoas é o gerenciamento dos resultados por meio de métricas de desempenho. Como dito, é preciso medir e observar as ações para conseguir aperfeiçoá-las.

Para tanto, escolha indicadores que sejam coerentes com a área da empresa e consigam medir o alcance dos objetivos traçados. Em relação à produtividade, podemos citar alguns, como:

  • número de leads gerados;
  • número de vendas efetivadas;
  • taxa de êxito por colaborador;
  • quantidade de acidentes de trabalho;
  • prazo mínimo para entrega do serviço.

Utilize boas ferramentas de produtividade

A tecnologia é sempre apontada como uma aliada no universo corporativo e um gestor inteligente deve estar por dentro dos recursos mais inovadores para implementá-los em seu cotidiano.

Existem ferramentas que simplificam o monitoramento dos funcionários e podem fornecer importantes dados sobre gargalos de produtividade e, principalmente, as razões para queda no nível do trabalho.

O sistema da fSense, por exemplo, apresenta um excelente retorno. Fácil de ser instalado e manuseado, ele atua nos computadores da empresa, colhendo informações sobre como o funcionário utiliza seu tempo durante o horário de trabalho. Lembrando que a metodologia da plataforma não fere direitos básicos do trabalhador. A ideia não é invadir a privacidade, mas sim estimular a produtividade por meio da transparência.

Mantenha o equilíbrio entre qualidade e quantidade

Sempre que o assunto é produtividade, logo nos vem à mente uma dúvida comum: afinal, devo investir em qualidade ou quantidade? Na verdade, uma empresa produtiva é aquela que alcança o exato equilíbrio entre esses dois fatores. Um negócio não conquista o sucesso sem aplicar métodos eficientes para se tornar mais ágil e, ao mesmo tempo, mais qualificado.

Portanto, não perca esses dois objetivos! Seja rápido nas entregas com processos eficientes e aposte na qualidade do seu serviço e produto. Esse é um dos principais desafios dos gestores e é, com certeza, o maior diferencial de um negócio.

Saiba dar bons feedbacks

Monitorar a produtividade de um funcionário é apenas uma maneira de assegurar o controle sobre as ações e resultados alcançados. Porém, é preciso aprender a dar retornos para o grupo.

Como você acompanha o trabalho de cada um deles de perto, é importante dar feedbacks eficientes. Informar o colaborador sobre o seu desempenho, avanços e pontos a serem melhorados faz parte do processo de crescimento profissional e empresarial e, por isso, deve ser feito com atenção. Para tanto, siga essas dicas:

  • seja claro e objetivo;
  • elogie publicamente, sempre que o colaborador merecer;
  • não seja rude;
  • evite atitudes que possam constranger seu funcionário;
  • apresente as alternativas para que ele melhore;
  • informe que é sempre possível evoluir e corrigir falhas.

Ao longo deste post, você aprendeu como medir a produtividade de seus funcionários de maneira rápida e simples. É possível concluir que essa não é uma missão impossível e está relacionada a pequenas atitudes e estratégias que podem ser implementadas ao cotidiano corporativo.

Por isso, aproveite as dicas apresentadas, estude a realidade de sua empresa e aposte em uma boa ferramenta de monitoramento de produtividade. Aplicando essas boas práticas, os resultados positivos logo serão percebidos.

Para ajudá-lo ainda mais nessa missão, sugerimos que você confira gratuitamente o nosso e-book com 10 hábitos que farão sua equipe produzir mais!