Contratação de home office: as melhores práticas

Se você chegou até este artigo, provavelmente está pensando em começar a trabalhar com mão-de-obra remota ou aumentar a sua equipe remota, certo? Para isso, você tem que conhecer as melhores práticas para contratação de home office. Afinal, esse tipo de contratação deve ser realizada com tanta seriedade quanto a de cargos presenciais.

O que é home office?

Antes de começar a falar sobre as melhores práticas de contratação de mão-de-obra alocada, é preciso entender qual é a definição de teletrabalho – termo utilizado pela lei brasileira que abrange o modelo de home office.

Segundo a SOBRATT (Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades), teletrabalho é todo trabalho intelectual realizado a distância e mediado por tecnologias da informação e comunicação (TIC). Ou seja, teletrabalho é todo trabalho realizado fora das dependências da empresa com o auxílio de computadores, tablets, smartphones, etc.

Já o home office, especificamente, é todo tipo de teletrabalho realizado em domicílio com o apoio dessas tecnologias (também conhecidas como TIC).

Quais os benefícios do home office?

O teletrabalho, especialmente na modalidade home office, tem sido cada vez mais utilizado pelas empresas. Isso acontece porque o teletrabalho oferece diversos benefícios tanto às corporações quanto aos colaboradores.

Para a empresa

  • Redução de custos com aluguel e manutenção do espaço físico
  • Redução de índices de falta/atrasos de colaboradores
  • Maior produtividade por parte dos colaboradores
  • Reforça imagem da empresa associada à modernidade
  • Facilita a contratação e retenção de PCD (Pessoas com deficiência)
  • Melhora o clima organizacional
  • Melhora a retenção de bons funcionários
  • O controle do trabalho pode ser feito por entrega tarefas e não por tempo

Para o colaborador

  • Reduz os estresses provenientes do deslocamento até a empresa
  • Dinamiza a rotina de trabalho
  • Oferece mais flexibilidade na organização do tempo
  • Permite que o colaborador dedique-se mais a atividades de aperfeiçoamento e capacitação

Quais são as melhores práticas para contratação de home office?

Agora que você já sabe o que é home office e quais são seus benefícios, é hora de conhecer as melhores práticas para contratação desse tipo de mão-de-obra.

Seguir os termos legais para realizar a contratação

A primeira coisa a fazer antes de contratar colaboradores home office é compreender os termos legais envolvidos nisso. Com a Reforma Trabalhista, que está em vigor desde 11 de novembro de 2017, o teletrabalho foi regulamentado.

Isso quer dizer que agora existem leis a serem seguidas pela empresa e novas regras para a criação do contrato de teletrabalho. Horas extras, equipamentos e gastos com energia e internet e outros itens são considerados na nova lei trabalhista.

Para saber mais sobre isso, leia o artigo “Regularização do home office: o que muda com as novas regras trabalhistas”.

Avaliar o perfil dos colaboradores home office

Assim como acontece com contratações de modelos presenciais de trabalho, é preciso avaliar o perfil dos colaboradores que trabalharão no formato de home office. Avalie o seu comprometimento, histórico e perfil profissional através de uma entrevista que pode ser feita via Skype, por exemplo.

Alinhe responsabilidades tanto com os gestores quanto candidatos às vagas de home office

Antes de efetuar a contratação, deixe claro como funcionará o trabalho. Se a sua empresa irá monitorar o tempo de trabalho do colaborador de alguma maneira, deixe isso claro desde o momento da entrevista.

Alinhe tanto com os gestores de equipes quanto com quem poderá fazer parte dela a maneira como eles serão cobrados. Alinhe também o número de reuniões, se elas serão presenciais ou via Skype, se a presença do colaborador será cobrada na empresa em alguma situação, quais são os indicadores que definem a produtividade do colaborador e metas que ele deve atingir.

Enfim, o importante é estabelecer critérios e regras para que o trabalho funcione da melhor maneira e todos os envolvidos estejam cientes de suas responsabilidades.

Possuir infraestrutura para gerir o trabalho home office

Para gerir o trabalho home office e garantir a proteção dos dados da sua empresa, você deve possuir infraestrutura tecnológica. Como a mediação do trabalho se dá através das TIC, é mais do que importante possuir ferramentas que permitam comunicação de qualidade entre empresa e colaborador.

É importante também investir na segurança dos seus dados. Para isso, existem várias opções de armazenamento de dados em nuvem que permitem acesso remoto por parte dos seus colaboradores e garantem mais proteção às suas informações.

Um processo de help desk e apoio aos colaboradores home office é fundamental. Afinal, podem surgir problemas com ferramentas e instrumentos utilizados pelos colaboradores e resolvê-los com agilidade deve ser uma prioridade para sua empresa.

Para aumentar a produtividade, também pode ser interessante investir em softwares de monitoramento para avaliar o desempenho de cada colaborador e assim mensurar seu nível de envolvimento com o trabalho.

Feedbacks constantes por parte dos gestores e acompanhamento detalhado das tarefas realizadas pelo colaborador home office também são aliados importantes para melhorar a entrega de resultados.

E as melhores práticas para aumentar a produtividade dessa equipe?

Nesse artigo, falamos sobre como você deve guiar a contratação de home office na sua empresa. Mas, se quer saber mais sobre aumento da produtividade desse time, recomendamos que leia o mapa visual: “Aumente em 100% a produtividade da sua equipe home office” e saiba tudo que precisa para ter uma equipe super produtiva!

Elevar a produtividade da minha equipe agora